Facebook
Twitter
Youtube

» Blog

VMware: desktops virtuais são caros, mas estamos trabalhando para mudar isso

29/10/2013
Categoria: Virtualização
Fabricante estaria comprometida em viabilizar tecnologia e modelo mais atrativo a fim de impulsionar negócios na frente de end-user computing. Não é segredo que uma estrutura de desktops virtuais (VDI, na sigla em inglês) custa caro. A VMware, contudo, afirma estar comprometida a mudar esse cenário, buscando formas de cortar custos e tornar a tecnologia mais acessível. A fabricante possui uma série de motivos para fazer isso: VDI é parte de sua estratégia de negócio de end-users, identificada como uma das três áreas promissoras para seu futuro, ao lado de data center definido por software e serviços de nuvem híbrida. Quando comparado com a divisão de virtualização de núcleos de servidores, end-user computing não tem tido muito sucesso nos resultados da VMware. Depois de ver um bom desempenho nessa frente em dois trimestres, a provedora viu a taxa de expansão cair em seus resultados recentes, fato atribuído à não-realização de grandes negócios na região Américas. É seguro dizer que a ausência desses grandes projetos envolvendo VDI tem relação ao fato de que tratam-se de projetos complexos na entrega, além de serem relativamente caros. Muitas organizações se interessam pelo conceito, endereçando-o a vencer desafios no campo de mobilidade e consumerização. Mas, quando os CIOs olham os preços nas etiquetas, a história é outra. De acordo com o COO, Carl Eschenbach, a VMware pretende atacar a questão. “Estamos trabalhando duro para reduzir o custo de VDI porque, historicamente, tem sido algo que requer capital intensivo e fica difícil justificar projetos”. O próprio CEO da companhia, Pat Gelsinger, também ponderou a questão do custo da tecnologia, apontando para o fato de que o mercado mantém expectativas irreais sobre o tipo de retorno sobre investimento possível a partir da implantação de uma estratégia de desktop virtual. A fabricante ataca a questão do preço com a oferta “instalada” do vSAN, tecnologia que agrupa capacidade de armazenamento em drives em estado sólido e flash, permitindo que funcione como uma área de storage virtual. A empresa planeja, ainda, entregar o Desktone DaaS, a partir de seu serviço de nuvem pública no vCloud Hybrid Service, avisou Gelsinger. O Horizon View também terá sua parcela nesse jogo, mesmo que a companhia ainda não tenha definido como isso seria. O Desktone, uma arquitetura de DaaS compatível com regras de licenciamento para desktops virtuais da Microsoft, poderia ser uma maneira dos clientes VMware abraçarem o conceito sem a necessidade de passar por todos problemas e despesas desse tipo de projeto. “Esperamos que esse tipo de serviço tragam um modelo de custo de propriedade muito atraente aos clientes”, comentou o CEO. (Fonte CRN)

Novidades

Cadastre-se na Newsletter Brasp

Localização

Matriz - Av. Fernando Ferrari, 1080, SL502, Mata da Praia
Vitória - ES / CEP:29066-380
Filiais - Rio de Janeiro | São Paulo | Campinas | Ribeirão Preto | Bauru | São José do Rio Preto | Piracicaba | Uberlândia
Brasp nas redes sociais
4007-2707 (Toll Free)
ou 27 2122-2700
Brasp
Facebook
Twitter
Youtube
Brasp © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem

Brasp © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem