Facebook
Twitter
Youtube

» Blog

Dia Internacional Da Mulher | Brasp [Entrevista Juliana Reggiani]

10/03/2014

Mais uma entrevista dessa super homenagem! Confira agora nosso bate-papo com a Controller da Catuaba Indústria de Bebidas (Bebidas Reggiani), Juliana Reggiani.

Dia Internacional da Mulher  - Juliana

Como é trabalhar diretamente em uma área dominada por homens?
A mulher possui um perfil diferenciado e no TI na parte de software e banco de dados, temos uma habilidade maior de trabalhar muitas frentes ao mesmo tempo, então conseguimos avaliar várias variáveis que às vezes o homem deixa passar. E como eu disse, é um setor dominado por homens, eu me sento em uma reunião onde estamos somente eu de mulher e o restante de homens, mas isso não me intimida. Até mesmo no setor administrativo, nós temos mais homens, eu prefiro trabalhar com eles. Já tive as duas experiências e me acostumei.  

A TI (em gestão) entrou na sua vida de que forma?
Quando eu vim para a Bebidas Reggiani, eu já estava acostumada a trabalhar na área de Gestão no setor de saúde e quando comecei com a Bebidas Reggiani estávamos passando por um processo de reestruturação de gestão, administração, organização, internalizamos a contabilidade e com isso fizemos o levantamento de todo o TI e estrutura necessária. E eu comecei a fazer o levantamento desse trabalho, onde eu precisava migrar nosso sistema de gerenciamento, servidores, estrutura da rede e eu fiquei a cargo disso.  

O que a tecnologia representa para você?
Ela representa tudo. Hoje a minha empresa não funciona sem tecnologia, tanto na parte administrativa como produção. Até mesmo por conta das normas de fiscalização, ponto eletrônico, nota fiscal e tudo mais, tudo é eletrônico, então sem a tecnologia minha empresa para. Na organização, banco digital e mão de obra. E a Brasp montou toda a estrutura da demanda. 2009 foi o ano da virada na estrutura de TI da nossa empresa.  

É fácil administrar emprego, família, lazer?
Aqui é quase tudo junto e misturado! (risos) E a mulher tem essa capacidade de lidar com várias coisas ao mesmo tempo, temos muitos afazeres, chegar em casa e cuidar da casa, marido e filho, estudos,  ir ao salão, sair com o marido, etc. A mulher é multifocal, ela dá conta de fazer tudo isso.  

O que é “ser mulher” para você?
Ser mulher é ser guerreira! Tem que dar conta de tudo, da gente e dos outros. Pois querendo ou não, nós somos responsáveis por tomar conta. A mesma função que nós temos em nossa casa como mulher de cuidar, temos na empresa. Talvez essa seja a diferença da liderança e da gestão feminina, essa visão mais maternal, de dar conta da sua equipe tanto no lado emocional quanto o produtivo. Nós já temos isso embutido em nossa criação, a mulher acaba ficando mais criteriosa.  

Desde o Início, você teve alguma dificuldade por trabalhar em um setor masculino?
Eu acho que o homem na verdade ainda está se acostumando a ter a mulher na liderança de algumas coisas. Realmente, grande parte das vezes, os funcionários tiveram um “baque inicial” sobre eu administrar, mas depois eles se adaptam e se acostumam quando veem a competência. Quando eu entrei na empresa eu tive um problema um pouco maior pois nossa empresa é familiar, além de ser mulher eu era filha do dono, então sofri esse preconceito. Mais uma etapa para superar e mostrar que era por competência que eu assumi este cargo. Acho que todo homem fica um pouco receoso, ainda existe um pouco de preconceito. Obrigada pela entrevista e dedicação do seu tempo Juliana. Confira as demais entrevistas em homenagem ao Dia Internacional da Mulher!


Novidades

Cadastre-se na Newsletter Brasp

Localização

Matriz - Av. Fernando Ferrari, 1080, SL502, Mata da Praia
Vitória - ES / CEP:29066-380
Filiais - Rio de Janeiro | São Paulo | Campinas | Ribeirão Preto | Bauru | São José do Rio Preto | Piracicaba | Uberlândia
Brasp nas redes sociais
4007-2707 (Toll Free)
ou 27 2122-2700
Brasp
Facebook
Twitter
Youtube
Brasp © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem

Brasp © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem